menutop


 

  Home

  Sobre

  Ler/Dort

  Diagnóstico

  Saúde Trabalhador

  Faq

  Forum

  Ginástica laboral

  Profissional

  
      

Perguntas e Respostas

1- O que é Ler/Dort?

Ler/Dort (Lesões por esforços repetitivos/Distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho) englobam varias doenças, das quais a tendinite, a tenossinovite e a bursite são as mais conhecidas. São responsáveis pela alteração de diversas estruturas como tendões, sinóvias, músculos,nervos, etc.


2- Qua é a causa da doença Ler/Dort?

O problema é provocado comumente pelo trabalho na empresa, por movimentos repetitivos, má postura, enfim pelo uso excessivo do sistema músculo-esquelético.

A fadiga muscular desencadeia processos inflamatórios comprometendo estruturas importantes como as artérias e os nervos,além de tendões e os próprios musculos, podendo levar a fibrose.

3- Quais são os sintomas de Ler? O primeiro sintoma é a dor. Depois a pessoa começa a sentir formigamento e dormência, uma espécie de insensibilidade ou fraqueza para segurar certos objetos.

4- Quais são as fases do distúrbio Ler/Dort? São quatro estágios ou graus:

Ler grau I: A dor aparece durante os movimentos ou com a postura inadequada que compromete um dado grupo muscular; cessando alguns minutos aós o repouso. Por exemplo, dor no ombro ou parte anterior do braço, tendinite do ombro e tendinite bicipital respectivamente.

Ler grau II: nesse estágio a dor é mais persistente, bem localizada, podendo ser um pouco difusa ou irradiar para todo o braço, mas o quadro ainda é leve, exemplo:dor no punho Direito, tendinite do punho e tenossinovite de MSD.

Ler grau III: Doença grave, de difícil controle, doença arrastando por varios meses ou anos.Dor crônica que às vezes não cede com medicação nem com o repouso; dor expontânea que exacerba com certos movimentos e com o nervosismo.Pode haver perturbação do sono. A dor insuportável, às vezes, é precedida de formigamentos, pontadas, choques, agulhadas, queimação, perda de força na mão etc.

Ler grau IV: Exemplos: SDR, Síndrome de Distrofia Reflexa, Ombro Congelado, etc; casos esses, bastante graves, onde o paciente nem mesmo consegue mecher com o ombro doente. A dor pode se tornar insuportável, e até atividades comuns da vida diária, como escovar dentes e cabelos, tornam-se impraticáveis. Nessa última fase, muitos pacientes recebem injeções de drogas potentes para aliviar a dor e alguns chegam até a passar por cirurgias, agravando ainda mais seus problemas.

5- Quais são os tratamentos utilizados? O tratamento depende do estágio da doença, mas independentemente da fase é indispensável o tratamento multiprofissional, com controle médico, com médico do trabalho e outros médicos, grupo de Ler, fisioterapia em alguns casos, terapia ocupacional em todos os casos, psicoterapia de grupo para todos os casos também, psiquiátrico em varios casos. A acupuntura e a homeopatia podem ser verificadas em outro momento.

Remédios antiinflamatórios também são prescritos durante o tratamento. Recursos alternativos como o Lian Gong, ginástica terapêutica chinesa. A Arnica em gel dá bons resultados. A hidroterapia e o Do-in também podem ser indicados.

Em substituição à fisioterapia deve-se optar pela hidroterapia, acompanhada do shiatsu. Isso ocorre porque a fisioterapia pode provocar dores no paciente.

A caminhada é outro ótimo recurso, já que ajuda a estimular a liberação de endorfina, responsável pelo alívio da dor e pelo relaxamento do corpo.

6- Como prevenir Dort? O melhor jeito de evitar as doenças LER/Dort é cuidar das questões da ergonomia, ou seja, organizar o trabalho em função da relação entre o homem e a máquina, para que o profissional não force o corpo adotando uma postura errada. Ter mobiliário adequado é outro ponto importante.

A organização e ritmo de trabalho também devem ser adequados para que o trabalhador não fique sobrecarregado. Deve-se evitar o excesso de carga horária, e quando isso ocorrer, procurar compensar o esforço de outras formas.

7- Qual é a postura correta diante do computador? O monitor deve ficar na linha dos olhos e nunca mais baixo. Desta forma, a coluna não ficará curvada.

O teclado deve ser posicionado de maneira que o braço forme com o antebraço um ângulo de 90º. Hoje, há também teclados com um design mais moderno que têm disposição adequada das teclas para cada uma das mãos.

O uso de apoiadores de mão arredondados e macios, que são colocados entre o teclado e a borda da mesa, evitam a obstrução da circulação sanguínea. Um bom mouse pad tem a borda arredondada e macia.

8- Qual é o jeito correto de sentar-se enquanto trabalha? Não se deve ficar assentado na ponta da cadeira deixando as costas envergadas. A coluna precisa ficar ereta, mas não excessivamente tensa.

Um apoio para os pés, espécie de minidegrau, ajuda a manter a postura, não deixando que haja pressão na área da coluna.

Evite ficar com as pernas cruzadas ou sentar-se sobre elas. Essa prática pode dificultar a circulação do sangue, causando formigamento e incômodo.

9- Que acessórios são indispensáveis no ambiente trabalho? O monitor do computador deve ser reclinável para que cada um o adapte da melhor maneira. Apoiadores para os punhos, placa arredondada macia para o teclado e mouse pad com borda tornam a digitação um exercício menos “pesado”.

As cadeiras devem ter regulagem de altura para o encosto, o acento e os braços -que são indispensáveis. O apoio para os pés também deve ser regulável.

Boa iluminação e ventilação no ambiente são desejáveis. Mas o excesso de refrigeração (ar-condicionado muito forte) pode contribuir para a piora dos caso de Ler.

Logicamente, os acessórios mudam de acordo com a profissão e com o ambiente de trabalho. Por exemplo, para quem fala muito ao telefone e digita ao mesmo tempo o uso de fone de ouvido (Head phone) é indispensável.

10- É importante ter pausas durante o expediente? Sim, isso deve ocorrer em qualquer função onde haja repetição de movimentos e também para pessoas que ficam muito tempo na mesma posição. Não esquecer das chamadas mini pausas!

Nesse tempo, o profissional precisa fazer exercícios de relaxamento, auto massagem, como o do-in, alongar os dedos das mãos, pés, braços e movimentar o pescoço e as pernas. Esses movimentos exercitam o grupo muscular tenso, que ficou parado, ou má postura.

Quem fica muito tempo de pé deve, nesse tempo de descanso, sentar um pouco para descansar as pernas e os pés.

Conclusão: A pessoa deve trabalhar da maneira que ela achar melhor.

Leia mais...


 



Parcerias

 
 
Valid XHTML 1.0!
 

 

 


Sobre: Informações relacionadas a este site. Clique...




 

Medicina Ocupacional: Prevenção Ler/Dort